Out

Out

SEGUIDORES

...

...

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Ciclos, espiritualização e Carpe diem!




A espiritualidade é um caminho solitário, pedregoso e para pessoas corajosas.
Você tem uma vibração. Cada pessoa tem uma vibração. Conforme você vai vivendo, sua vibração vai ficando diferente, porque é o caminho evolutivo e vida é movimento. Vida é ritmo, nada que é vivo fica parado. Um átomo sem vibrar, parado, é impossível de se encontrar. Você vai mudando sua vibração conforme segue os ciclos da vida. Você tem uma vibração que remete a sua personalidade e o seu desenvolvimento espiritual.
A mente é compensatória, quando o ser humano passou a ser material ele passou a ter a polaridade influenciando sua vida, o dualismo só existe no mundo material e o desejo humano de ser UM novamente precisa amarrar os dois pólos, primeiro vem a tristeza ou depressão porque só com ela você pode conhecer realmente o seu EU, a a introspecção não ocorre quando se está contente e satisfeito consigo mesmo. O passo da evolução é sentir-se incomodado. Por que os seres vivos evoluíram com grande complexidade? porque seus ancestrais estavam incomodados com algum processo biológico e esse "incômodo" desencadeou a evolução. Para você evoluir espiritualmente você precisa sentir-se incomodado com as suas falhas humanas, só assim você vai querer melhorar. Mas para a melhora não ser superficial, ser no seu centro, no seu EU e não no seu Ego, é preciso a introspecção e para isso é preciso estar descontente com seu atual patamar evolutivo espiritual. Assim, a vida encerra ciclos. O dia precisa alternar com a noite, a inspiração com a expiração, a vida com a morte, a alegria com a tristeza, porque o objetivo da evolução espiritual é amarrar os pólos da dualidade. Isso é uma lei Hermética. Toda a vez q vc completa um ciclo, você chega exatamente onde você começou tudo. O fim é o começo, mas você evolui, então sobe um degrau.
Para exemplicar melhor, é como uma espiral. A vida é um ciclo em espiral. Cada vida é uma vida, cada vida é única, na próxima vida nao serei mais a Gabi, serei outra pessoa, com a mesma alma e com a mesma vibração que encerrei o ciclo, mas meu caminho será outro e eu serei outra pessoa.
Por isso, eu tenho q aproveitar ao maximo ESSA vida, porque ela é única.
As posições dos planetas e da terra são termômetros que indicam momentos do ciclo do universo, momentos de como está a vibração em cada planeta e qual é a qualidade desse momento, desse tempo, desse instante no grande ciclo do universo.

5 comentários:

  1. Um belo texto para pensar e a imagem é linda!

    ResponderExcluir
  2. Que texto maravilhoso e inteligente. A vida é feito de ciclos. São essas fases que vão aperfeiçoando o "eu". A vida, nesse plano, é de ensinamento e recuperação. Beijinhos estalados.

    ResponderExcluir
  3. Um gosto ter chegado ao seu
    blogue.Textos para ler e
    reflectir.Virei sempre que possa.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  4. No meu caminho solitário
    cada vez mais me falta coragem.

    ResponderExcluir
  5. Cada vidda é única, porém tem os traços e as heranças das outras vidas que percorremos. dessas outras vidas devíamos carregar somente as boas ações que fizemos....assim, nossa permanência aqui seria mais curta e menos penosa.
    Ótimo texto.
    Aguardo sua visita....

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Volte sempre

Um grande beijo da Gabi :)