Out

Out

SEGUIDORES

...

...

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Sobre mim.



Ok, eu mudei. Vou falar um pouco de mim dessa vez, espero que vocês não se cansem. Não sei mais sobre o que escrevo. Acho que talvez esteja na hora de crescer...
O fato é que eu não quero ficar falando sobre mim no blog, acho muito chato ficar lendo e lendo sobre a minha vida, e tenho certeza que vocês cansarão disso. Mas, o que escreverei aqui então? Cansei dessa indecisão.

Já  cumpri um ciclo na minha vida, estou partindo para outra fase. Terminei ano passado o Ensino Médio, vou terminar meu Técnico em Química no meio desse ano e fazer cursinho para poder passar em uma faculdade legal. Minha vida é normal como todas as outras, eu sou uma pessoa comum, porém cheia de sonhos.

E sim, são esses sonhos que me fazem viver, mas também podem me fazer sofrer.

E uma linda frase para vocês pensarem... (sobre as transformações que ocorrem nas nossas vidas):



"Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade
A amizade nos reaproximará"

(Albert Eistein)

3 comentários:

  1. No outro post eu só quis dizer que vou ficar me perguntando o que você diz sem dizer sobre a sua vida.

    Sobre a frase do Einstein, me faz pensar que só saberei quem são meus amigos de verdade no fim da vida, ao ver quem ainda está por perto. O que me deixa triste.

    Sobre sua vida... Bem, eu não faço a menor ideia do que seria uma vida normal ou terminar um ciclo pra poder comentar. Me enganei tantas vezes que é melhor me abster.

    beijoca!
    ;*

    ResponderExcluir
  2. O seu post me fez lembrar de algumas coisas que eu estava pensando na semana passada, uma comparação que eu estava fazendo...

    A cada etapa das nossas vidas (pelo menos da minha), sinto uma sensação de dever cumprido, e ao mesmo tempo uma sensação de "Meu Deus, acabou, passou tão rápido, a vida passa tão depressa, não vou mais ver esses amigos todos os dias"... e assim por diante.

    O ponto é, o que o seu post me fez lembrar que eu estava justamente na semana passada pensando que hoje em dia nós nos afastamos das pessoas, é um processo, mas não é involuntário. Cada pessoa que foi especial para nós, teve o seu momento em nossa vida e se foi... as essenciais é que ficaram.
    Antigamente as pessoas perdiam o contato, mudavam e não encontravam mais os amigos. Hoje nós sabemos onde encontrar (Orkut e facebook mais especificamente), porém os relacionamentos tornaram-se mais superficiais.

    A tristeza e muitas vezes o desejo de ter feito de forma diferente alguma coisa, que dá após o fim de cada etapa de nossa vida, logo passa e é substituída pela nostalgia, mas se pararmos para pensar, como eu disse, sempre sabemos onde encontrar as pessoas, não perdemos mais o contato, simplesmente descobrimos quem é, ou não, essencial, e quem nos cativou realmente.

    Nossa, falei demais né?! hahahaha
    acho q nem fez sentido... anyway!

    seu post me deixou nostálgico...
    hahahha

    ;)

    ResponderExcluir
  3. Hey Laís, também não faço ideia de como seja de como seja terminar um ciclo normal, eu também sou uma exceção à regra muitas vezes...

    E Victor, estou mesmo muito nostálgica ultimamente, não liga não! E fez muito sentido o que vc disse. E vc não falou demais não, gosto de ver que as pessoas se interessaram pelo o que eu escrevi =D

    ;**

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Volte sempre

Um grande beijo da Gabi :)